Home » , , , » As 10 personagens mais 'safadinhas' da literatura mundial

As 10 personagens mais 'safadinhas' da literatura mundial

Written By André Vasconcelos on terça-feira, 15 de julho de 2014 | 20:20

1- Lolita, de Vladimir Nabokov
A lascividade presente em Dolores Haze, nossa amada Lolita, e suas insinuações ao professor Humbert nõa deixaram apenas ele com desejos contidos a ponto de aflorarem. Os próprios leitores eram instigados a desejar, a querer, Lolita;
2 - Engraçadinha, de Nelson Rodrigues
A personagem criada por Nelson Rodrigues, era insinuante, provocante, e portadora de uma sexualidade aflorada em sua pele, mas que também guardava em seu coração amores impossíveis;
3 - Gabriela, em Gabriela, Cravo e Canela de Jorge Amado:
A heroína do romance chega a Ilhéus com um grupo de retirantes, suja e maltrapilha, fugindo da seca. Nada se sabe sobre a sua vida pregressa. Um banho, entretanto, revela-a irresistível e amoral. Gabriela, deitando-se com quem lhe apraz e vestindo-se como quer, usa seus dotes culinários e sexuais para atrair ofertas dos homens da cidade
4 - Emmanuelle, de Emmanuelle Arsan:
A personagem que chega a ser uma autobiografia de Emmanulle Arsan pseudônimo utilizado por Marayat Rollet-Andriane, é uma mulher que está envolvida em uma exploração de sua própria sexualidade em diferentes circunstâncias;
5 - Justine, do Marquês de Sade
Com exagero de sexo, crueldade, devassidão e perversidade, a jovem Justine sofre os mais diversos tipos de desgraças sexuais que uma mulher pode aguentar. Ela se vê com os sentimentos mais baixos que os seres humanos podem ter, mesmo com esperança de que uma força irá liberta-la de todos os seus infortúnios e no bem.
6 - Marguerite Gautier, em A dama das camélias, de Alexandre Dumas Filho;
Marguerite era a cortesã parisiensi mais cobiçada. Sua inspiração veio da própria relação do escritor com a cortesã Marie Duplessis;
7 - Emma Bovary, em Madame Bovary, de Gustave Flaubert
Emma para uns ela representou um pouco do início do liberalismo feminino, mas cá entre nós, suas escapadelas mesmo fossem por causa de suas insatisfações, e na busca da realização de seus sonho, podemos colocá-la nesta lista de "safadinhas"
8 - Mardou Fox, de Os subterrâneos, de Keroac
A negra Mardou Fox, era uma explosão de tesão sexual ambiantedao na década de 50.
9 - Helena, em Íliada de Homero
Não sei se a melhor forma de chamar Helena de Tróia, seria "safadinha", mas como era uma mulher de beleza estonteante, e levando-se em conta que por causa dela houve uma das maiores guerras da histórias, e que ainda mil barcos foram em seu socorro após seu rapto, entro na lista;
10 - Capitu, em Dom Casmurro, de Machado de Assis
A ambiguidade e os mistérios de Capitu, além de seus olhos de ressaca, nos deixa sempre aquele ar de mulhere sensual, e safada, mesmo que de uma forma mais velada;

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Popular Posts

Parceiros do Blog

Seguidores

Like us on Facebook
Follow us on Twitter
Recommend us on Google Plus
Subscribe me on RSS